sábado, 14 de março de 2009

O bem-estar da mente

“As pessoas com lúpus podem não ser responsáveis pelo desenvolvimento da doença, mas são responsáveis pela maneira como reagem a ela. Atitudes, sentimentos e pensamentos têm impacto sobre a saúde. A mente orientada para o bem-estar é aquela que opta por ver o mundo de uma maneira positiva. Viver bem com lúpus tem mais a ver com suas facilidades do que com suas dificuldades. Optar por se ver como uma pessoa activa e responsável por si mesmo ou como uma vítima da doença, é uma escolha pessoal.

O planeamento para o bem-estar inclui pensar nos seus comprometimentos diariamente, procurando encontrar alternativas para economizar suas energias. Visualize o que precisa ser feito e decida se você está apto para tal. Seja flexível; se você não tem força para fazer algo hoje, esse algo pode esperar. Ou faça por etapas; faça o que você puder agora e deixe o resto para depois. Se você se esforça quando não tem energia física para completar a tarefa, pode ter que pagar por isso com mais fadiga. Uma atitude positiva combinada com um plano de acção bem pensado vai aumentar as oportunidades de sucesso.

Suas atitudes, pensamentos e sentimentos são muito particulares, e você é livre para alterá-los à medida que desenvolve um bem-estar mental. Se você se sentir com medo, chateado, confuso, cansado ou deprimido em sua vida, não há nada a dizer-lhe que você tem que manter esses pensamentos e sentimentos, sendo controlado por eles. Você pode optar por mudar. Você pode tomar a decisão de tomar uma nova atitude, e então seguir os passos para que essas mudanças aconteçam. Viver é uma opção, e ela é toda sua.”

10 comentários:

Paulo Sempre disse...

Bom fim de semana.

Isa disse...

Sabes,Amiga,ñ só para o Lúpus.
Ter o pensamento positivo,é mt. bom.Saber gerir esforços,excelente.
Nem sempre é fácil,mas temos q. conseguir.
Bom resto de Fim de semana!
Beijoo.
isa.

Laura disse...

Olá, já há muito que não passo por aqui. Estive a ler por aqui abaixo até acabar. Na verdade há seres com problemas graves, dores, dificeis de tirar, enfim..Haja ajuda para todos eles.
Beijinho da laura..

José Miguel Gomes disse...

Confesso que não conheço a doença tão bem quanto gostaria... Ainda bem que existem locais como este para ficar a saber mais.

Fica bem,
Miguel

Isabel disse...

Tony, acho que tem aqui um cantinho muito útil. Estes blogs informativos são muito necessários, não só para as pessoas que têm lúpus como para quem não tem. Eu por exemplo já fiquei aqui a saber muita coisa que desconhecia. Continue com o bom trabalho.

Alyne disse...

bom dia eu tenho lupus a mais ou menos 3 anos e hj em dia levo uma vida normal!!!Graças a minha fé e otimismo sempre!!!Muita paz,luz e sabedoria a tds os portadores les!!
Muito axé a todos!!!
Alyne,rj,brasil

Tony Madureira disse...

Olá Alyne,

Obrigado peo teu comentário.
Não queres deixar o teu contacto?

Bjs

paula ferreira disse...

olá
Concordo plenamente com o texto, aliás uma das primeiras coisas que o medico, que descobrio que eu tinha lupus, me disse foi "50% do do control da doença é tratamento com os medicamentos os outro 50% e nunca deixar a doença subir ao 5º andar (como ele se referia a mente)
E tambem sempre me disse "que o que não poder hoje fica para amanha" e nestes 15 anos de Lupus tento seguir a riscas estes conselhos.
Vivam Bem......
bjs

Cris Vidal disse...

Ola a todos que tem LUPUS e aqueles que nunca ouviram falar da doença.
Tenho LUPUS a 12 anos já tive muitas complicaloes decorrentes da doença,mas minha FÉ imensa na cura,me dá forças pra seguir em frente e tentar ter uma vida normal...
Sou de bem com a vida,nao reclamo e vivo com LUPUS até na vontade de Deus!!
Abçoo a todos!!Coragen e Força!!

Tony Madureira disse...

Olá Cris,
Como estás?
Não queres fazer teu relato?

Beijo

Tony