terça-feira, 13 de maio de 2008

Nota de Alta

A Claudia foi presentemente internada programadamente para realização do 4º ciclo, que decorreu sem intercorrências.
À entrada com queixas de edemas dos membros inferiores. Objectivamente, mucosas coradas e hidratadas, hemodinamicamente estável, AC S1 rítmico e sem sopros audíveis, AP com MV conservado, sem ruídos adventícios. Edema nos membros inferiores com Godet positivo até ao 1/3 inferior bilateralmente.
Analiticamente com anemia normocítica normocrómica (Hg 8.8g/dl), leucopenia(1170 leucocitos/ul, 250 neutrofilos/ul), sem trombocitopenia(plaquetas 285.000/u), função renal(creatinina 0.84mg/dl dia),
Ureia 50mg/dl), sem alterações do ionograma e função hepática.
Em comparação com analises previas agravamento da proteinuria 24h (3.70g7dia para 4.45g/dia), e hipertrigliceridemia(301mg/dl). Pró BNO 2033pg/ml.
Durante o internamento foi submetida a factores de crescimento medular durante 2 dias com boa resposta medular. Realizou ciclo de ciclofosfamida sem untercirrências, nomeadamente sem reacção dermatológica alérgica.
À data da alta assintomática com Hg 8.8g/dl, 5780 leucocitos/uL e 149000 plaquetas. Função renal: ureia 71mg/dl, creatinina 1.41mg/dl.

#2 As pergilose pumonar
Doente com diagnostico de aspergilose pulmonar a 3/08 desde então sob terapêutica com voriconazol. A doente encontra-se assintomática a nível do aparelho respiratório. Sem insuficiência respiratória.
Realizou TAC de controlo a 12/5 que se encontra sobreponível ao anterior demonstrando discretas áreas de alveolite residual, de muita baixa densidade na vertente posterior do lobo superior direito e pequenas bronquiolectasias tubulares com densificação do parêmquima adjacente de aspecto fibrótico, sequelar. Na região lingular superior do lobo superior esquerdo registam-se também discretos fenómenos de fibrose residual bem como em ambos os vértices pumonares.
Mantém terapêutica com voriconazol.


Aguarda contacto para realização do 5º ciclo de ciclofosfamida.

5 comentários:

Silvia Madureira disse...

E assim vai decorrendo todo este processo que requer sempre muita paciência, muito ânimo e sobretudo muita coragem.
Ingredientes que não faltarão à Claudia concerteza e que permitirirão uma estabilização e uma convivência "saudável" com a doença.

beijo para a Claudia

Paula disse...

Claudia só quero deixar um beijinho grande, e que apesar de não te conhecer, acredito que és uma mulher forte e de coragem..
Pois não é nada fácil passar por esta situação..
Beijinho e melhoras rápidas

Xana Madureira disse...

Ola Toni e Claudia
Sou a Alexandrina,a esposa do Daniel que trabalhou contigo na JAP.
Queria desde Andorra, dar-vos o meu voto de força e coragem e que principalmente tu Claudia nao desistas vai frente nao deixes nunca de lutar, pensa que isto é um pesadelo e que um dia destes vais acordar e esta tudo bem. Pensa nas coisas boas que ja passaste para que te dêm força para seguir em frente e voltar a repetilas. NAO DESISTAO, TENHAM FORÇA E CORAGEM. ÂNIMO

Beijos para a Claudia e para o Toni
Alexandrina

Tony Madureira disse...

Olá meninos,

Então amigos, está tudo bem com vocês?
Obrigado pela força e solidariedade!!

Um grande abraço para vocês, e não se esqueçam de aparecer quando estiverem por cá.

Um grande abraço solidário

Carecaloira disse...

Só quero aqui deixar a minha solidariedade.
Nunca desistam!
Claudia força! És uma mulher de coragem, todas as Claudias são!

Se vos puder ser útil estou sempre à disposição.

Um grande beijo para os dois