domingo, 17 de maio de 2009

CONVIVENDO COM O LÚPUS

"Aprender a viver com o lúpus é semelhante a todas as outras coisas da vida. Alguns deverão exercitar-se e esta aprendizagem não se faz da noite para o dia.

A vida é feita de prazeres e obrigações. O lúpus, com certeza, se impõe como uma obrigação, porém depende de cada pessoa tornar a carga mais leve ou ainda mais pesada.

A convivência com o lúpus impõe dois dados fundamentais: por um lado está o peso de suportar fisicamente uma doença crónica; por outro está o intenso temor que frequentemente acompanha os enfermos, mesmos os que mantêm controle sobre a doença.

O paciente, por meio da informação e do esclarecimento, pode aprender a lutar nas duas frentes de batalha, acrescentando sua própria acção pessoal o trabalho de uma equipe profissional, conseguindo-se assim controlar o lúpus, mais do que ser controlado ou dominado por ele."

3 comentários:

Sério disse...

Algo que li no blog:Lua cósmica que se encaixa na perfeição.


Está nas nossas mãos

... mudar a cor das lentes com que vemos o mundo, as mãos com que moldamos o barro da nossa existência, os pés com que avançamos e recuamos...

Está nas nossas mãos... perder as lágrimas ou guardá-las nos recantos dos lábios, para lhes saborear a textura macia e salgada...

http://luacosmica.blogspot.com

DicaDeDica disse...

Bem vindo! aguardamos o seu perfil no Dicadedica. Obrigado!

Tony Madureira disse...

Olá,
Fui à lua Cósmica e adorei, muto lindo.
Obrigado.

Bjs