sábado, 30 de maio de 2009

Diagnóstico precoce de esclerose múltipla pode evitar sequelas

… É fundamental que o médico tome cuidado ao excluir a possibilidade de outras doenças, que podem camuflar a esclerose múltipla. “Como o lúpus, por exemplo. A história clínica e o exame físico detalhados, a ressonância magnética, o liquor e diversos exames de sangue são necessários para um diagnóstico adequado”.
A demora no diagnóstico pode estar relacionada ao aparecimento de sintomas que, para leigos, podem indicar problemas menos sérios, levando portadores da doença a procurar atendimentos paliativos, o que atrasa o tratamento apropriado à esclerose. “Como a doença pode afectar várias áreas do sistema nervoso central, um grande número de manifestações pode ocorrer”, explica o neurologista. Um sintoma para cada surto diferente, com intervalos de meses ou anos…

Fonte:
http://www.jmonline.com.br/novo/?noticias,7,SA%DADE,9672

1 comentário:

Isa disse...

Outro tema de grande interesse.
E obrigada por terem trazido aqui.
Ñ sabia q.havia hipótese de diagnóstico precoce...
Bom fim de semana para o "meu clã"
Beijos.
isa.