terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Lobo / Wolf

Todos (as) doentes com lúpus têm “medo” do lobo. Por vezes parece existir dois lobos dentro dos doentes. Um deles é bom e não magoa. Ele vive bem com tudo e todos em seu redor, vive em harmonia. Luta de maneira justa e quando se justifica.
O outro lobo carrega consigo a raiva. Lança a sua ira em pequenas coisas. Zanga-se com tudo e todos, sem motivo. Ao ser assim julga-se grande.
Mas essa raiva é inútil, não muda a vossa persistência e a vossa fantástica resiliência.
Mas percebo a vossa dificuldade em conviver com estes dois lobos. Pois ambos tentam dominar...
 

1 comentário:

elvira carvalho disse...

Passei por aqui hoje como passo muitas vezes para ir sabendo notícias.
Deixo um abraço e os desejos de que 2013 seja um marco na descoberta de algo que seja o principio do fim do lúpus.