sexta-feira, 9 de julho de 2010

Doenças Auto-Imunes

Estas doenças são um tipo de desordem imunológica caracterizada pela diminuição da tolerância relativamente aos componentes do próprio organismo, de modo a que ocorre uma falha no mecanismo de distinção entre antígenos constituintes do organismo e aqueles externos, como os vírus e bactérias.
Estas doenças constituem uma situação médica em que o organismo reage contra elementos constitutivos normais, isto é, tornam-se hipersensíveis a antigénios específicos das suas próprias células ou tecidos. Estas doenças acabam por atingir uma parte, um tanto, reduzida da população, tendo em conta que é muito raro o sistema imunitário reconhecer os antigénios das células ou tecidos que o constituem como agentes agressores.

O Diagnóstico de Doenças Auto-Imunes

Estas doenças são de diagnóstico difícil, pois os sintomas incluem o cansaço, perda de apetite e peso, dores musculares e nas articulações. Mas o diagnóstico nem sempre é fácil, porque os sinais não são exclusivos e, muitas vezes, manifestam-se de forma lenta e intermitente. Em geral, é preciso estudar a história clínica de cada doente e fazer exames físicos. Consoante os sintomas, o médico poderá receitar análises ao sangue, biopsias, raio-X, ressonâncias ou até mesmo cintigrafias.

Tipos de Doenças Auto-Imunes

Existem alguns exemplos de doenças auto-imunes bastante relevantes. Temos o exemplo de Lúpus, esta é naturalmente a doença auto-imune mais conhecida de todas, não sendo muito raro a sua presença na sociedade, sendo até mesmo estudada e relatada por grandes médicos, que por sua vez fazem chegar a informação até nós através da imprensa. Como todas as doenças auto-imunes, esta trata-se de uma hipersensibilidade que o organismo desenvolve contra ele próprio, produzindo anticorpos que actuam num variado segmento de moléculas, podendo mesmo entre elas encontra-se com o ADN. Pode ainda, manifestar-se em qualquer fase da vida e tem uma grande incidência no que diz respeito às mulheres em idades férteis, ou seja, da primeira menstruação até à fase da menopausa...
Fonte:

7 comentários:

Uska B Hope disse...

Oi como vcs estão e a Cláudia, como está nesta labuta!! Muita força, paz e saúde!!!

Claudia Madureira disse...

Olá,

Já algum tempo que não ando por aqui.
Coigo está tudo dentro dos possiveis. Uns dias melhor outros piores. Mas tenho de lutar contra a maré e andar em frente de cabeça erguida.
Obrigada pela tua visita.
Beijinhos

MARNUNEFREI disse...

This will astonish you!
It`s in the interest of as all!

ZEITGEIST: ADDENDUM

Money as debt


Technological breakthrough


HydrogenCar

Magnetic energy

Electrolyzed water

Soladey eco

Bio washball

Solar Air Conditioning

Magnetic Motor

AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Cancer is a fungus

ultraviolet light

Projecto Alexandra Solnado

Conversations with God website

Conversations with God

Project Camelot

Monatomic Gold

Dangerous to your health!

EXITOTOXINS

Monosodium glutamate (MSG)
Aluninum
Aspartame
Mercury


IMPORTANT TO WATCH

Flouride in water
Flouride Alert

Osmosis
Housetron

ROSANE F, 43 ANOS, PORTADORA DA SÍNDROME DE SJÖRGREN, MAS NÃO DESTRUÍDA! disse...

OLÁ TONY!!!OLÁ CLAUDIA COMO VC ESTÁ??
ESTÃO CONSEGUINDO RETORNO ATRAVÉS DO BLOG?
EU ME ASSOCIEI NO FÓRUM DO YAHOO DE PORTADORES DA SINDROME SJORGREN E TENHO TIDO BASTANTE AJUDA, POIS TODOS TEM A MESMA DOENÇA E UNS PASSAM PARA OS OUTROS AS NOVIDADES E TIRAMOS MUITAS DÚVIDAS. QUEM SABE SE TAMBÉM NÃO EXISTE UM FORUM DE PORTADORES DE LÚPUS..TENHO CERTEZA QUE CLAUDIA IRIA SE SENTIR BEM AO FALAR COM OUTROS QUE TEM A MESMA LUTA. OU ENTÃO SE NÃO EXISTIR VCS MESMOS PODEM CRIAR UM.
ESTE QUE EU ENTREI FOI CRIADO POR UMA PORTADORA DE SJORGREN.
CLAUDIA VC TEM OUTRA DOENÇA ASSOCIADA COM O LÚPUS?
MEU MÉDICO DISSSE QUE NO MEU CASO POSSO VIR A DESENVOLVER OUTRA ASSOCIADA AO SJORGREN.

QUE ESTEJAM BEM!
ABRAÇOS!

ROSANE F, 43 ANOS, PORTADORA DA SÍNDROME DE SJÖRGREN, MAS NÃO DESTRUÍDA! disse...

CAROS ACHEI O FÓRUM...


http://br.groups.yahoo.com/group/redelupus/

ABRAÇOS!

Brasil de sonhos disse...

Boa noite, estou aqui para falar um poco de mim e de como descobri que tinha Lupus, começo contando um pouco de minha história, sou filha adotiva meus pais me deram quando ainda tinha um ano de idade, na ocasiao eu era gemeas e meu irmao ficou com minha mãe biológica,aos dez de idade observei umas manchas brancas em meu corpo, fui ao medico e descobri que era Vitiligo, ele me disse que a causa poderia ser sentimental.Dai pra frente tive que aprender a conviver com isso pois nao tiem cura para esta doença, bom cresci, e com 22 anos me casei, aos 23 fiquei gravida de meu primeiro filho que por coincidencia tambem era gemeos, mas infelizmente aos 4 meses de gravidez eu perdi um dos bebes e fiquei so com um, como nao podia tirar e eu nao queria mesmo fiquei até os 8 meses esperando meu filho nascer. Graças a Deus correu tudo bem, depois disso tive mais uma gravidez que correu tudo normal, minha filha nasceu e tudo estava bem. quando minha filha estava com dois anos de idade eu comecei a sentir umas dores no corpo, no começo eram fracas, mas com o tempo foi se tornando insuportavel, fui a vários médicos e nenhum conseguia diagnosticar o que eu tinha, cheguei a tomas várias injeçoes de bezentacil pois eles achavam que eu tinha "Sífilis", mas minha ginicologista achava estranho pois meu marido nao tinha nada,neste meio tempo eu já nao tinha mais forças, estava muito debilitada eu não dava conta de segurar uma colher na mão, vivia a base de dipirona pra passar a dor, e minha familia sofrendo comigo sem saber o que fazer. Foi quando eu notei umas manchas em meu rosto avermelhadas ai fui ao dermatologista e ele já me indicou uma reumatologista pois ele não tinha dúvida do que eu tinha, fui a medica indicada e ela logo passous os exames e constatouse que eu tinha LES (Lupus Erimatoso Sistemico) dai comecei um tratamento bem agressivo, pois estva muito ruim, muito corticoide,e outros remedios que nao me lembro agora. Bom passei muito tempo tomando estes remedios ate que um dia ela fez todos os exames e me disse que o meu Lupus estva estabilizado, mas que tinha que fazer acompanhamento, foi quando eu estava com 35 anos eu engravidei, e ela me disse que seria uma gravidez de risco mas que a gente ia fazer de tudo pra que desse certo, fui até os 6 meses de gravidez quando tive uma pré eclampse e perdi o bebe, fui pro hospital muito ruim, com pressão muito alta, quase morri, mas graças a Deus ele me salvou, só que com isso eu passei a ter uma Nefrite Lúpica que me atacou um rim, dai venho tomando novamente corticoide, e azatioprina, o corticoide eu já parei de tomar, mas a azatioprina eu tenho que tomar pro resto da vida, agora já se passaram 6
anos e graças a Deus superei isto também estou aqui feliz e me sentindo bem. faço acompanhamento de 4 em 4 meses refaço todos os meus exames e tem dado tudo certo. Espero ainda poder viver muito, pois tenho muito ainda pra fazer neste mundo ver meus filhos crescerem, e quem sabe ver meus netos. bjs a todos. e força.

Andreia disse...

ola td bem?
eu tenho estado optima, quase me esqueço que tenho lupus!! =)

beijinhos

p.s. este post ta mt bom