sábado, 14 de novembro de 2009

Mulheres jovens são alvo do lúpus

… Entre os 20 e os 30 anos de idade, as mulheres estão em pleno vigor e têm diversos sonhos a serem realizados: encontrar o grande amor, estabilizar-se profissionalmente, ser mãe e conhecer diferentes lugares do planeta. No entanto, é justamente o sexo feminino dessa faixa etária que representa 90% dos casos de Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), uma doença inflamatória crônica que atinge múltiplos órgãos e sistemas. Uma em cada 400 pessoas tem a doença no mundo.

A professora de Reumatologia da Universidade Nove de Julho (UNINOVE), Márcia Veloso Kuahara, explica que "o LES acomete desde os cabelos até o dedão do pé. O paciente pode se queixar de queda de cabelos, febre, emagrecimento, manchas ou feridas na pele, sensibilidade à luz solar, dores e inchaços nas articulações, falta de ar, dores no tórax, alucinações, convulsões, entre muitos outros sintomas. Entretanto, a alteração mais temida - o comprometimento dos rins - pode acontecer sem qualquer sintoma de alerta".

Uma das características do lúpus é a perda da tolerância imunológica, ou seja, a produção de anticorpos contra órgãos ou partes do próprio corpo. A causa da doença ainda é uma incógnita; contudo, atribui-se principalmente à genética associada a questões hormonais, ambientais e infecciosas. "Para diagnosticar a doença, o reumatologista conversa detalhadamente com o paciente, o examina e solicita os exames laboratoriais que julgar necessário, como o Fator Antinuclear (FAN), o anti-DNA de dupla hélice, o anti-SM, entre outros", afirma a professora…

Fonte:

13 comentários:

Fernanda disse...

Boa noite é realmente na idade em que nós estamos na realização de alguns sonhos em que eles nos são tirados bruscamente com uma noticia de LUPUS. Aprendemos a viver novamente mas diferente do que tinhamos planeado por isso é muito importante a ajuda das pessoas que amamos é a força maior k temos para seguir é o Amor. Um abraço.

Tony Madureira disse...

Ola Fernanda,

De facto assim é. Na maioria daz vezes, a doença (aparece) acontece na flôr da idade, na idade da afirmação, quando tudo começa a ficar alinhado. Vida Sentimental, profissional, social, económica, etc.
Tem que se alterar toda a estrutura até então criada e simentada.

Todas, mas mesmo todas devem lutar pelas suas ideias e convicções. A doença não deve ser nenhum tipo de barreira.
Apesar de algumas limitações, devem aprender a viver bem com o Lúpus. Por exemplo: Todas (ou quase todas) gostam de ir à praia, mas o Sol faz-lhes muito mal. Apenas (devem) podem ir à praia nas horas dos bebés... ao fazerem de criança, renascem mais humanas, e mais mulheres.
A vida é feita de surpresas e aventura, independentemente da idade que se tenha, e só assim vale a pena ser vivida.
O Lúpus não pode impedir de realizarem os vossos sonhos e projectos. Devem contyrolar a vossa vida e não deixarem que o Lúpus ou qualquer outro problema vos controle ou condicione. Ele ao fazer parte da vossa vida não o podem esquecer, mas a vossa vontade de viver e vencer tem que ser superior a todas as "limitações".
Ou seja, viver um dia de cada vez!

Muitos dos meus amigos perguntam quais são as melhores namoradas?
As melhores namoradas são as mulheres com Lúpus. Eu adoro namorar uma mulher com lúpus. Assim posso dizer-lhe coisas como: és a minha borboleta predilecta ou és o meu leptidóptero do amor.

Aquele abraço!

Isa disse...

Mais um importante contributo,neste
blog.
Sabem,adorei o comentário do Tony...
Sou mesmo uma "tolinha"romântica!
Para o meu "clã" deixo
o meu
Beijo.
isa.

Maria disse...

´Bom dia amigos, que tudo esteja a correr bem com vocês e que a semana que está a começar seja boa.

Lei com muita atenção como sempre os vossos posts, e este post é uma realidade actual, mas que fazer a não ser ultrapaçar as barreiras que a vida nos oferece, vviver dá imenso trabalho, mas vale a pena viver...

:)) Beijjjjjj com muito carinho

Gleizygomes_ disse...

Que lindo, Tony! Pode ter certeza que você fêz sua "namorada" muito feliz com essa declaração.

Bjos

paulo disse...

Paulo marido da Neide disse. É exatamente isso que fiz com a Neide neste fim de semana, estava muito quente aqui em contagem MG. Resolvi que deveríamos tomar banho de mangueira no nosso lindo quintal em plena tarde quente de domingo, mas como disse o tony, foi bem no final da tarde e com protetor solar. Tinha muito tempo que não via a Neide tão feliz! bjs a todos.

Fernanda disse...

Olá a todos, são os pekenos gestos k fazem a diferença é isso de k a nossa felicidade é feita. Espero k este blog sirva para aprendermos uns com os outros e k saibamos escutar o próximo com muita atenção, pois isso é algo k temos perdido como seres humanos um abraço.

Merícia Jarimba disse...

Olá a todos/as!!!

Ao Tony, parabéns pelo blog e pelo seu trabalho e por ter aprendido a conviver com uma lúpica.Se eu adorei o comentário, imagino a nossa amiga Claudia!!!!!

Um grande beijinho para voçês e continuação de boa semana.

Merícia

Fases disse...

Boa tarde eu descobri que tinha LUPUS no final de 2007 (Tinha 21 anos)e hoje já tem dois anos que faço tratamento e cada dia mais difícil que o outro...
Bem quando descobri estava na faculdade faltando apenas 1 ano para me formar, tinha inumeros sonhos de começar a trabalhar já que tinha voltado a minha vidas toda para meus estudos para ter uma vida estavel...tinha planos de me casar assim que formasse mas tudo ficou pra tras, a doença de inicio transtornou mais ainda o meu emocional e meu físico, engordei 20 quilos e meu cabelo caiu, nossa pensei que nunca ligaria para eles mas quando vi eles caindo fiquei extremamente amargurada...
No final, em 2008 tirei o meu diploma com muita garra e com a ajuda de DEUS que me amparou enquanto a maioria das pessoas nem acreditaram que eu estava doente, alguns até pensarão que o meu rosto e pele estavam manchados por causa de um tratamente de pele radical?!...
Neste ano de 2009 estou com sintomas diferentes estou ficando muito zonza, minha barriga fica toda inchada quando ando pode ser até pouquinho, não sei se é efeito dos remedios ou da propria doença... isso com outros sintomas me impedem de trabalhar fichada, e acabo em casa fazendo trablhos artesanais e doces para vender (são coisas que posso demorar dias para fazer e ir no meu tempo, mas não dá muito dinheiro), vivo com os meus pais...
Tenho um noivo que vive preocupado como vamos ficar juntos, com apenas um trabalhando como vai ficar as despesas e como vai cuidar de mim, fico as vezes pensando que estou sacrificando a vida dele estando assim com ele, mas ele sempre me diz que apesar de tudo quer ficar comigo e que sou a mulher da vida dele...
BEM sonho com o dia que a doença vai estabilizar mesmo que seja um processo de remissão parcial, sonho ainda mais com a cura (Pois nada é impossível para o meu DEUS)...

Israel disse...

Sempre um rochedo ao lado da sua borboleta...
Continua assim tony, e obrigado a ambos pelas palavras no meu espacinho aqui na blogosfera.
Deixo vos um link, para uma musica chamada borboleta, do manel cruz, com uma montagem que eu fiz.
Beijos e abraços para todos

Israel disse...

esqueci me de por o link...
aqui esta: http://www.youtube.com/watch?v=IeY9vxqIg2o

Tony Madureira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tony Madureira disse...

Olá "Fases",

Como estás?
Se achares por bem fazer o teu relato permenorizado, podes enviar para os emails:
tonymadureira@kanguru.pt
claudiamadureira@live.com.pt

Ficamos aguardar noticias tuas.

Bjs