quinta-feira, 4 de junho de 2009

Relato de Cristina Oliveira

Cristina Oliveira Faz o seu relato,tem 40 anos, e vive em Itaim Paulista, São Paulo

Minha peregrinação começou em 2006 quando tive trombose na perna esquerda. Como não sarava minha medica vacular resolveu investigar. Pediu vários exames, no qual mostrava que eu tinha uma alteração no sangue. Fui encaminhada para o hematologista, fiz mielograma e biopsia de medula onde acusou plasmocitose ou seja principio de mieloma multiplo(cancer de medula), porem me disseram que não poderiam entrar com quimioterapia porque eu ainda não tinha alcançado a % desejada para entra com o tratamento que era de 30%. Eu tinha 10%. Resolveram apenas acompanhar o desenvolvimento da doença. Nesse decorrer comecei a ter outros sintomas, como dor nas articulações: dedos, pulsos, cotovelos, joelhos, vermelhidão na face e feridas na boca e garganta. Ainda assim não fizeram nada, continuei sem medicação e fazendo exames. Até que numa dessas consultas disse a minha medica que não aguentava mais tantas dores que por favor ela fizesse algo por mim. Eu já não me levantava mais da cama tomava banho, penteava os cabelos nem sequer comia sozinha. Tudo doía muito. Cheguei ao ponto de ter que dormir sentada pois tinha muita falta de ar. Minha medica então me disse que meu caso era muito difícil, que ela iria me passar para o chefe dela pois não conseguia descobrir o que eu tinha.Então ele pediu o único exame que faltava e eu não havia feito. Me lembro como se fosse hoje suas palavras foram exactamente essas."Descobri seu diagnostico. você tem lúpus. Chamou meu marido edisse: Sua esposa tem uma doença grave e está entrando em estado grave, corra com ela ou ela vai morrer. Meu marido ficou desesperado procurando um reumatologista e eu me mantive o mais calma que pude para dar forças a ele. Três dias depois ele me internou na emergência com agravamento do caso. Já não conseguia mais falar direito, com febre de quarenta graus, um derrame pleural e um derrame de pericárdio. Novamente os médicos chamaram meu marido e disseram que eu só tinha mais três dias. eu ouvi isso. E sem nenhum medo e muita calma reuni forças e disse a ele. Dr. vc não tem poder para me dar três dias, eu estou entrando carregada mas vou sair andando sozinha. Coloquei isso em minha cabeça como determinação. Isso aconteceu em 06.12.2007. Em 17.12.2007 eu sai de alta dez quilos mais magra mas andando sozinha. descobri minha força interior e hoje a reparto com quem precisa. Descobri que quando estou fraca é que sou forte! O lúpus ainda esta emactividade mas com menos dores por causa dos medicamentos. Já tive dois derrames articulares nos joelhos e continuo lutando contra a trombose. Mas a vida é assim mesmo feita de lutas. Me recuso a desistir, sou feliz. Mudei muito fisicamente, demorei para aceitar mas hoje td bem pq mudei também espiritualmente e para muito melhor. Nada acontece por acaso e essa doença serviu para me mostrar onde estava errando, quem são meus verdadeiros amigos(muito poucos por sinal),e que tudo na vida da gente acontece para nos ensinar alguma coisa. O que? depende de cada um de nós.

6 comentários:

Isa disse...

Acabei de ler emocionada o relato
de Cristina Oliveira.Que nunca lhe falte a coragem,são meus votos.
E o meu clã,como está?
Beijo e bom fim de semana.
isa.

Maria disse...

Como sempre um blog com uma boa informação,para ajuda de todos os doentes e não só quem sofre de Lúpus.
Sabe Tony, no foro da reumatologia e doenças tanto degenerativas, como aut.imu. têm muitos sitomas e lesões idênticas ás doentes com Lúpus daí ser espectacular o que descreve no seu blog. bem aja por ser como é.
Beij. com muito carinho para todos em especial á minha querida Claudia.

Bom fim de semana para todos vós.

:) M.M.G.

Claudia Madureira disse...

Olá Isa e Maria,

Obrigada pela vossa visita, é sempre bom saber que há alguém interessado, sejam elas lúpicas ou não.

Estamos todos bem.
Desejo uma boa semana.

Bijinhos

Maria disse...

Boa noite eu moro em Sorocaba SP Brasil tenho 44 anos o lupus apareceu na minha vida em 2006, depois de muitas idas e vindas de hospital internação, sem sucesso, um dia fui num amigo meu ortopedista, relatei minhas dores para ele que era intensa, ele se interessou pelo meu caso me pediu todos os exames, para minha surpresa deu artrite reumatoide+ lupus positivo, sem contar que tenho hipotiroidismo tbm, eu quase morri só de saber, pensei que eu iria morrer em breve, cada pesquisa que eu fazia na net me deixava mais triste ainda, começei meu tratamento com a reumatologista, sem contar que tbm tenho varias ernias de disco na colouna cervical, e lombrar, que causa muitas dores tbm, hoje vivo a base de remedios fortes que cai meu cabelo sinto muito mal estar e ainda trabalho mesmo assim, meu casamento acabou, não tenho filhos, sem contar que ainda não me concederam minha aposentadoria por invalidez, cada vez que vou no medico perito me tratam mal, não querem nem saber, mas estou ai na luta, não ando bem quando eu estiver melhor volto comentar, obrigada por este desabafo bjs no coração!, vai ai meu email se alguém quizer falar comigo me escrevam.

Maria disse...

Bom eu faço parte das comunidades no orkut, que fala sobre lupus etc, meu email s.mariadocarmo@mail.com, bom dia para todos bjs.

Maria disse...

Amigo bom ia me esquecendo, achei seu blog, porque eu estava navegando a proura de respostas para esta doença, mas vi que tem muitas pessoas tbm igual eu, achei vc na net, depois que eu criei o meu blog de flores, bjs no seu coração.