sábado, 24 de novembro de 2012

Ao deixar de ser um segredo é o primeiro passo para deixar de ser um problema.


6 comentários:

Tony Madureira disse...

“A violência contra mulheres e meninas tem muitas formas e é generalizada em todo o mundo. Ela inclui estupro, violência doméstica, assédio no trabalho, abusos na escola, mutilação genital e a violência sexual em conflitos armados. Ela é predominantemente causada por homens. Seja em países desenvolvidos ou em desenvolvimento, a perversidade desta violência deve chocar a todos. A violência – e, em muitos casos, a simples ameaça da mesma – é uma das barreiras mais significantes para a plena igualdade das mulheres.”

Mensagem do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher – 25 de novembro de 2011.

elvira carvalho disse...

Em Portugal infelizmente cresce todos os dias.
Um abraço

Tony Madureira disse...

Pois é Elvira.
A violência doméstica contra mulheres continua a ser uma prática generalizada, escondida e pouco comunicada.

Tony Madureira disse...

As vítimas não recebem apoio suficiente.

Tony Madureira disse...

Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher.
Ao deixar de ser um segredo é o primeiro passo para deixar de ser um problema.
Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente 25 de Novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher. Antes desta indicação da ONU, o dia 25 de Novembro já era vivido pelo movimento internacional de mulheres.
A data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.
“Mulheres que caem e batem com a cara no lavatório em locais diferentes”
“Mulheres que tropeçam e batem em cheio na maçaneta da porta”
“Crianças que caem das escadas várias vezes seguidas “
Não podemos ficar indiferentes ou fechar os olhos.

Mª Del Carmen Moledo disse...

Infelizmente é assim… Violência e abuso são problemas que afetam diariamente a mulheres de todo tipo de origem e em qualquer lugar do mundo. E ainda que ás vezes, o maltrato vem de pessoas, homens estranhos, com muita mais freqüência, o ataque provem de pessoas próximas, parentes, e acontecem dentro da própria morada, maridos, pais, irmãos... Esta violência causa uma terrível dor física e também emocional, e moitas das vitimas chegam a pensar que elas são as culpáveis da situação e por isso não se atrevem a falar do que elas estão a sofrer... Por isso não podemos é ficar calados nem impassíveis ao que está a acontecer ao nosso redor...