sábado, 6 de março de 2010

Estudo sugere que as mulheres com maior nivel de escolaridade lidam melhor com a doença

" As mulhres com mais escolaridade lidam melhor com a doença do que as mulheres menos escolarizadas. Pelo menos e o que diz o estudo desenvolvido no âmbito da tese de Doutoramento da investigadora Margarida Figueiredo Braga, do Serviço de Psicologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP). O trabalho permitiu avaliar uma amostra de 31 mulheres saudáveis, 31 mulheres com depressão e 38 com lúpus, com idades compreendidas entre os 20 e os 70 anos. O lúpus é uma doença crónica do sistema imunitário que afecta mais o sexo feminino e que está associada ao aparecimento de patologias psiquiátricas. Por isso foi usado como modelo de estudo pela autora.

Os resultados demonstraram que a escolaridade tem um efeito claramente positivo sobre o bem-estar psicológico das doentes com depressão ou lúpus, reduzindo o sofrimento psicológico. As doentes deprimidas tinham significativamente menos anos de escolaridade e, sobretudo nos casos de depressão severa, o reduzido número de anos de escola estava associado a um quadro clínico mais grave. Nas doentes com lúpus a educação relacionou-se com a frequência de emoções positivas ligadas a uma vida activa, satisfação social e ocorrência de acontecimentos agradáveis.

De acordo com Margarida Figueiredo Braga, "a importância da educação na expressão da depressão não deve ser subestimada num tempo em que se pensa que esta patologia atingirá uma em cada cinco mulheres ao longo da vida"."
Fonte:

10 comentários:

Isa disse...

Boa tarde,Amigos queridos.
Estes dias ñ tenho sido boa companhia
pq o k aconteceu na Madeira(e ñ só,claro)mexeu mt comigo.Felizmente
a minha família paterna está bem,mas
todos abalados com o sucedido.
Desculpem a minha ausência.
Hoje sinto-me melhor.
Beijo.
isa.

Êidina Queiroz disse...

Olá meus amigos queridos, como estao voces? Estou bem, tranquila, seguindo com o tratamento normal. Espero que a cada dia possamos viver melhor e que venha a cura para este lobo cruel, ardiloso, falso e mentiroso. Beijinhos para o casal.

Maria do Rosário disse...

Muitos parabéns pelo excelente blogue.
MC

Michel Macedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michel Macedo disse...

Oi Jorge, sou o Michel, moderador do blog: blogdomichelk2.blogspot.com e venho através de seu comentário por lá visitar-lhe e prestar meus sentimentos por sua esposa e aos demais seguidores de seu blog que sofrem desta doença. Espero que tenha entendido que aquela postagem fala sobre o House, que é um seriado médico do qual gosto e aquela é uma frase que ele vivia repetindo, e jamais a intenção seria brincar com um assunto tão sério. Digo para a sua esposa e seus seguidores que estou torcendo por vocês, e saibam que DEUS tem o poder de curar e confortar os seus corações.
Abraços!

Natália disse...

Bom dia Queridos Amigos
Boa semana.
Parabéns Claudia hoje e sempre Mulher Coragem.
Beijinhos

Gleizy disse...

Mulher guerreira:
Estuda, trabalha, cuida dos filhos, da casa e do marido.
Mulher poderosa:
Tem o poder de deixar qualquer marmanjo sem palavras.
Mulher vencedora:
A cada dia que passa derruba o preconceito e conquista seu espaço.
Mulher bela:
Traz consigo a beleza divina e o cheiro das flores.
Mulher sentimento:
Baseada no amor e inspirada pela paixão.
Mulher menina:
Experiência de mulher e doçura de menina.
Simplesmente mulher!
Parabéns a todas pelo Dia Internacional da Mulher!

paula ferreira disse...

olá
Eu e a minha irmã participamos neste estudo, fomos "estudadas" pela DrªMargarida. Ate hoje não tive conhecimento do resultado do estudo, ainda bem que foi aqui colocado. Sei que a Drª quer organizar uma sessão para apresentar as conclusões do estudo assim que associação arranjar dia e espaço para tal.

Tony Madureira disse...

Olá a todos(as),

Obrigado pela vossas palavras e pela vossa presença.

Aproveito para referir que a Paula foi uma das mulheres que participou neste estudo.
A Paula, tal como muitas leitoras deste blogue, muito têm feito pela divulgação desta doença.

A todas,
Bem hajam!!

Paula Ferreira disse...

olá
Obrigado Tony. A divulgação da doença é importante, nunca tive receio de dizer o que tenho, e agora, ao contrario de alguns anos, quando digo que tenho Lupus, ja oiço dizer "conheço!uma amiga tambem tem".